marcadoresnossos

                                                                                         

12/12/2016

SUBMARINE, POR RICHARD AYOADE



   Annelise Toder é uma moça comum que cresceu ali entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. Seus pais são Alfred e Glória e tem uma irmã gêmea ElissaTem sangue austríaco e brasileiro, fala alemão e português. Elissa é aventureira, a filha que não finca raízes, já Anne é a filha perfeita que adora estar onde está. Até que os pais sugerem que ela vá para Áustria, conhecer suas origens, passar 6 meses numa escola de VienaO grande porém é que essa viagem dura muito menos que isso e não só isso, ela acaba percebendo que não é quem ela pensava que era. 
Annelise Toder é uma moça comum que cresceu ali entre Santa Catarina e o Rio Grande do Sul. Seus pais são Alfred e Glória e tem uma irmã gêmea ElissaTem sangue austríaco e brasileiro, fala alemão e português. Elissa é aventureira, a filha que não finca raízes, já Anne é a filha perfeita que adora estar onde está. Até que os pais sugerem que ela vá para Áustria, conhecer suas origens, passar 6 meses numa escola de VienaO grande porém é que essa viagem dura muito menos que isso e não só isso, ela acaba percebendo que não é quem ela pensava que era. 




“Hoje à noite eu me deparei com um texto sobre ultrassom. Ultrassom é uma vibração de alta frequência que é inaudível. Foi desenvolvido para localizar objetos submersos: submarinos, bombas de profundidade, Atlantis e tal. Alguns animais, como morcegos, golfinhos e cães podem ouvir em frequência ultrassônica, mas nenhum humano pode.
Ninguém realmente sabe o que alguém pensa ou sente. […] Estamos todos viajando sob o radar, sem sermos detectados. E ninguém pode fazer nada sobre isso.”



  

Um comentário: